Quais os benefícios da Realidade Aumentada?
  • Joel Stival Junior

Realidade Aumentada: evolução da tecnologia, tendências e benefícios

A realidade aumentada tem evoluído de forma acelerada nos últimos anos graças ao crescente investimento na tecnologia. Em 2016 o mercado de AR foi avaliado em $4 bilhões e esse número tende a aumentar em uma taxa de crescimento composta anual (CAGR) de até 77%, podendo valer até $198 bilhões em 2025.


Segundo estimativas da World Economic Forum, 58% das empresas estão propensas a adotar as tecnologias de AR e VR (realidade virtual) até 2022. Esse aumento influenciará consideravelmente a forma de trabalhar em diversos segmentos e afetará cada vez mais a experiência dos consumidores.


Neste artigo veremos uma breve definição do que é a realidade aumentada, como ela tem evoluído nos últimos anos e por que investir nessa tecnologia.



O que é Realidade Aumentada (AR)?


O termo Realidade Aumentada (do inglês Augmented Reality, ou AR) foi utilizado pela primeira vez em 1990 pelo pesquisador da Boeing, Tom Caudell, para definir a projeção e visualização de elementos digitais sobrepondo o mundo real. A tecnologia costuma ser confundida com a realidade virtual (VR) que proporciona imersão em cenários totalmente digitais através do uso de HMDs (Head-mounted Display, ou os famosos “óculos de VR”), mas isso é assunto para outro artigo.

Em 2016 o termo AR se popularizou com o Pokémon Go, jogo que permite caçar e interagir com criaturas virtuais em nosso mundo real.


imagem: GameSpot


Embora o Pokémon Go tenha popularizado o termo na época, ele não se enquadrava como jogo de realidade aumentada nas definições atuais da tecnologia. Isso porque a realidade aumentada requer visão computacional e o mapeamento dinâmico do mundo real ao nosso redor para que os elementos digitais interajam com o meio real. Na época, o jogo não proporcionava essa interação, utilizando apenas a localização do usuário para mostrar os “monstrinhos”.


Outro aplicativo que popularizou a realidade aumentada foi o Snapchat. Através do reconhecimento facial (que o caracteriza como realidade aumentada) é possível sobrepor elementos digitais no rosto e ao redor dos usuários do app. Posteriormente o recurso se tornou popular também no Instagram e Facebook.



imagem: WikiHow


Esse ano o Snapchat anunciou novos recursos que permitem o reconhecimento de mãos e corpos dos usuários, assim como bichos de estimação.



Por que investir em Realidade Aumentada?


Além das vantagens futuras que a tecnologia poderá proporcionar, já é possível listar uma série de benefícios do investimento em AR:


Facilitar as tomadas de decisão

A tecnologia AR auxilia na visualização de um produto virtual, trazendo-o para a “realidade” e permitindo ter noção real de seu tamanho, texturas, cores e proporções. Nos e-commerces, por exemplo, essa tecnologia auxilia os consumidores em suas tomadas de decisão, facilitando a escolha e reduzindo as desistências ou devoluções do produto.


Baixo custo de investimento

Embora pareça uma tecnologia cara, o investimento em realidade aumentada é facilmente convertido em retorno para as empresas, e é mais acessível do que se imagina. Além disso, pode auxiliar a economizar outros investimentos, como nos tradicionais showrooms. No segmento imobiliário, por exemplo, uma maquete em AR pode custar 10x menos que a construção de uma maquete tradicional.


Mobilidade

A realidade aumentada flexibiliza o acesso aos produtos a qualquer hora para consumidores de qualquer lugar. Ao invés de ter que se locomover até uma loja física em horário comercial para comprar uma nova geladeira, por exemplo, o usuário poderá visualizar vários modelos encontrados na internet diretamente na sua cozinha, em escala real.


Atratividade

A AR serve como um atrativo a mais para cativar os clientes e despertar sua curiosidade. Não é à toa que uma de suas maiores aplicações esteja em ações de publicidade, pois aumenta o engajamento com a marca e torna mais divertida a experiência de compra. Confira alguns exemplos:



Prototipação rápida

Quando investido ainda nas fases de desenvolvimento, a realidade aumentada auxilia na visualização de oportunidades de melhoria no produto através de uma prototipação rápida e acessível. Com um modelo em realidade aumentada é possível visualizar, por exemplo, como um material reflexivo vai se comportar em um ambiente específico, permitindo testar diferentes tipos de cores e materiais, ou ainda testar o espaço que ele irá ocupar em escala real.


Além de tudo isso, a realidade aumentada também está atraindo a atenção do buscador mais utilizado: o Google.



AR nos resultados de busca do Google


Em maio deste ano, no IO 2019, a Google anunciou um novo recurso que utiliza Realidade Aumentada em seus resultados de busca. Agora é possível pesquisar e visualizar modelos 3D em realidade aumentada diretamente nos resultados de busca da empresa.


Por enquanto este recurso funciona apenas para algumas pesquisas específicas, com modelos 3D disponibilizados pela própria Google e parceiros. Para testar basta pesquisar na ferramenta de buscas (versão em inglês) pelo nome de algum animal em inglês, como “lion”, por exemplo. Junto com as informações sobre o animal aparecerá também nos resultados de busca a opção para conhecer de perto um leão em tamanho real (Meet a life-sized lion up close). Basta clicar no botão que acompanha o modelo para visualizá-lo em 3D e projetá-lo na vida real.



Este novo recurso abre uma série de novas oportunidades de marketing e vendas utilizando a ferramenta de busca. Por exemplo, um consumidor que pesquisa por um novo par de tênis poderá visualizá-lo em realidade aumentada diretamente nos resultados de pesquisa. Isso auxiliará a pessoa na fase de escolha e decisão pelo calçado e poderá acelerar o processo de compra do produto.


Atualmente o Google indexa apenas conteúdos em texto, imagem e vídeo encontrados nos websites de empresas. Para indexar os conteúdos em realidade aumentada será necessário investir em outro novo recurso da tecnologia, que permite disponibilizar elementos em AR diretamente na web. Sem precisar baixar qualquer tipo de aplicativo mobile, esse recurso torna mais acessível o contato com a realidade aumentada. Veja aqui alguns exemplos de modelos 3D em AR acessíveis diretamente na web.



À medida que a realidade aumentada vai se tornando mais popular, podemos esperar que esse tipo de conteúdo passe a afetar diretamente o ranqueamento e classificação dos conteúdos nos resultados de busca. Ou seja, não vai demorar muito para conteúdos em AR se tornarem tão importantes quanto conteúdos em imagem, vídeo e texto.



Concluindo


Com os benefícios que a tecnologia proporciona, algumas empresas já começam a se destacar pelo uso de AR. É fato que quem aposta na tecnologia agora sai na frente dos concorrentes. Nos próximos artigos traremos alguns exemplos de aplicações para inspirar sua empresa.


Referência:

https://www.blog.google/products/search/helpful-new-visual-features-search-lens-io/

https://www.newgenapps.com/blog/augmented-reality-and-search-engines

https://venturebeat.com/2016/07/14/stop-referring-to-pokemon-go-as-augmented-reality/


Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das novidades:

Instagram | Facebook | LinkedIn


Quer explorar a realidade virtual e aumentada no seu negócio? Entre em contato conosco!


  • instagram
  • facebook
  • youtube
  • linkedin
icon-whatapp (1).png
Entre em contato ou solicite um orçamento
© 2019  A Z U B A  |  Curitiba - PR • Todos os direitos reservados